domingo, 31 de outubro de 2010

Halloween ou Dia de Todos os Santos????


Halloween: Nome original, inglês, do Dia das Bruxas, diz a popular Wikipedia. Sem tradição entre nós, a noite do Dia das Bruxas (termo usado em português), que hoje se celebra, está mais próxima, geograficamente, da nossa cultura do que se possa imaginar. O termo tem origem celta e diz respeito a uma celebração do calendário celta irlandês. Para os celtas, o período entre o dia 30 e 2 de Novembro marcava o fim do Verão e o início de um ano novo. Os celtas acreditavam que, na noite de dia 31, a barreira que separava o mundo dos vivos e dos mortos ficava vulnerável. Era nessa noite consagrada – ou hallow evening , que eram homenageados os deuses e os entes queridos que já tinham partido. Dançavam e cantavam para espantar os entes desaparecidos que, segundo as lendas, vinham procurar um novo corpo para ocupar em vida.

Mas a raiz celta da festa pagã está longe do Dia das Bruxas que acabamos por celebrar.

De onde vem então o Dia das Bruxas? Uma das teses avançadas remonta à Idade Média. No âmbito das perseguições da Inquisição a todos os seguidores de ritos pagãos, a Igreja, que entretanto adopta a data de 1 de Novembro como Dia de Todos os Santos (pressupõe-se que numa forma de adaptação do “All Hallows Eve”, da tradição saxónica, ainda celebrado na Irlanda), persegue e pune quem celebra a data fora dos ritos dedicados às santidades católicas. O calendário litúrgico católico acabaria por consagrar, nos séculos IV e V o dia 1 de Novembro como
Dia de Todos os Santos. Os fiéis que falhem a consagração de alguma alma santa, esquecida, ao longo do ano, têm, no dia de amanhã, a oportunidade de se redimirem. Depois, no dia 2, chega a vez da consagração de todas as outras almas, no Dia de Finados.

A prática do Halloween nos Estados Unidos acabou por ser introduzida pelos imigrantes irlandeses, que levaram a tradição da celebração com raiz celta.

Sem comentários:

Enviar um comentário